Agentes de segurança de Confresa começam a ser vacinados contra a Covid-19

Os agentes de segurança do município de Confresa começaram a ser vacinados nessa quarta-feira (14 de abril). A aplicação será feita em três dias para evitar aglomeração e manter pessoal em campo para atendimento das ocorrências que aparecerem.

Estavam presentes Policiais Civis e Militares no espaço da Igreja Madureira. Em entrevista, o Delegado da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF), Bruno Gomes, diz: “essa vacinação é extremamente importante para os profissionais de segurança pública aqui de Confresa. Traz um alívio e uma segurança de estar prestando o serviço para a população da cidade, tendo em vista que a segurança pública não parou desde o início da pandemia, […] e com essa vacinação a gente vai trabalhar mais aliviado em trazer a segurança pública para a cidade com mais eficácia, com mais dedicação de todos os profissionais de segurança pública.”

O Estado de Mato Grosso acrescentou os profissionais de segurança pública como grupo prioritário, proporcionando a execução da aplicação das doses, com o apoio do Governo de Confresa.

O Secretário de Saúde de Confresa – Elton Messias da Silva também traz informações sobre a campanha de vacinação em um quadro geral:

“A Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com todos os servidores, estamos nos organizando para melhorar ainda mais a nossa campanha de vacinação, tendo em vista que já iniciamos semanas atrás a campanha com pessoas a partir de 90 anos, e agora já estamos na fase dos 60 anos em diante. Já vacinamos quase 100% dos profissionais de saúde que trabalham na linha de frente na rede pública e privada, e também agora oferecemos a vacinação para as forças de segurança do município de Confresa”.

O Secretário esclarece que estão sendo feitas análises com fim de melhorar a logística da campanha, como mudança do local – que começou a ser utilizado o pátio da Igreja Madureira, na avenida 29 de julho, graças à parceria com o pastor dali, por meio da Vice-prefeita e do Coordenador de Atenção Básica. No novo local, há duas alas para divisão entre quem vai tomar a primeira dose e quem receberá a segunda.

Em relação aos profissionais da Segurança Pública, o método adotado para ordem da vacinação foi a idade: dos mais velhos para os mais novos. A vacinação de quem trabalha na linha de frente de combate ao crime e auxílio ao cumprimento da fiscalização é essencial para que não hajam afastamentos e até mesmo perda de funcionários do quadro.

Accessibility