Governo de Confresa discute projeto de recuperação das nascentes do Rio Cacau

O Governo de Confresa – através do Prefeito Dr. Ronio Condão – se reuniu com diversas autoridades no gabinete da prefeitura na manhã dessa terça-feira (27/07) para discutir a recuperação das nascentes de várias áreas do município de Confresa – entre eles a do Rio Cacau. Na reunião também foi levantado a demanda de assistência técnica aos produtores rurais que estão residindo nesses locais a serem recuperados.

Estiveram na reunião o Prefeito de Confresa, os secretários Janete Bang, Polaco e Uasley Werneck, o diretor da SEMA de Confresa, Edivaldo Soares, o pesquisador do Earth Innovation Institute (EII), Oswaldo Carvalho Júnior, representantes da Secretaria de Planejamento e dos órgãos apoiadores. O projeto conta com participação das Secretarias de Agricultura e de Planejamento, do Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT), da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), e apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

O encontro com as autoridades se deu para a apresentação do projeto de recuperação da mata ciliar da região do município. Matas ciliares são florestas, ou outros tipos de cobertura vegetal nativa, que ficam às margens de rios, igarapés, lagos, olhos d´água e represas. Dentre as áreas discutidas, estão inclusas partes das nascentes do Rio Cacau. A ideia é ajudar os produtores que se encontram nessas áreas a conseguirem se regularizar, com auxílio na parte de sua produção.

Em entrevista, o prefeito Dr. Ronio Condão contou sobre a importância da execução desse projeto: “Esse rio para nós é como se fosse o Rio São Francisco: mata a sede de muitos confresenses. O nosso rio está passando por um processo de degradação, onde tem um período de estiagem onde acaba ficando sem água. Então a sociedade organizada através de autoridades de órgãos como o Empaer, o Incra, o IFMT, a Unemat e demais – juntamente com a nossa prefeitura, vamos fazer um trabalho conjunto com o Ministério Público para a revitalização do Rio Cacau”.

O prefeito revela também que durante a discussão, foi proposto a execução do projeto “barraginha” – que foi feito no norte do estado de Minas Gerais e que foi um absoluto sucesso. O objetivo das Barraginhas é captar a água das enxurradas e permitir sua rápida infiltração, entre uma chuva e outra, para reabastecer o lençol freático, preservar o solo e aumentar a sustentabilidade hídrica. A elevação do lençol freático aumenta a disponibilidade de água nas cisternas, propicia o umedecimento das baixadas e até o surgimento de minadouros. Isso ajuda a amenizar os efeitos das estiagens e viabiliza a sustentação de lagos para criação de peixes e o cultivo de hortas, lavouras e pomares, gerando um clima de motivação entre os agricultores, e proporcionando mais trabalho e renda.